Estratégias de filhos para mães: como garantir vendas no Dia das Mães

Siga as dicas da Social Mine para garantir que suas vendas sejam salvas no Dias das Mães.


05/05/2020 16h38

Vem aí um Dia das Mães como nunca se viu. Se normalmente a data envolve encontros familiares, presentes e às vezes até uma festinha, neste ano, com o isolamento social, a dinâmica das celebrações deverá ser um tanto diferente. Essas mudanças vão impactar violentamente no varejo, mais especialmente naquele que não possuem presença digital. Mas, para quem já atua ou deseja atuar no e-commerce, há saídas e elas passam diretamente pelas as estratégias de dados.

Perguntas como agir nesse momento, que tom usar e como sensibilizar o cliente serão vitais na performance podem ser respondidas por meio de estatísticas. A Social Miner, empresa especializada em dados de comportamento, organizou suas informações para criar um guia de linguagem e estratégia de vendas on-line. Ele mostra o que é mais adequado para o momento que vivemos e aponta ações eficientes para impulsionarem as vendas.

Para criar o documento, a Social Miner analisou mais de 150 campanhas sazonais lançadas no período do Dia das Mães de 2019. O resultado são insights sobre as tendências no comportamento do consumidor e, com base nos estudos de linguagem e comunicação empática para tempos de crise, uma série de recomendações de uso de linguagem e estratégias para as ações voltadas ao evento deste ano.

Confira aí alguns toques!

 

1 – Tempo é dinheiro

Se você acha que está numa corrida contra o tempo para lançar suas ações de Dia das Mães, respire fundo e dê uma olhadinha neste gráfico.

Ele mostra que ainda há tempo para otimizar ou mesmo criar novas campanhas. Afinal, em 2019, o grande pico de engajamento ocorreu de 6 a 5 dias antes do evento.

Claro que, o quanto antes você colocar suas estratégias em prática, mais tempo terá para aproveitar a sazonalidade.

 

2- Mãe ou mamãe?

A maioria das campanhas criadas em 2019 utilizaram o termo “mãe” ou “mamãe”, dois termos automaticamente atrelados a um sentimento positivo, capaz de criar um vínculo emocional. E, como nossas respostas emocionais são as primeiras a serem ativadas, elas ajudam a criar aquela boa “primeira impressão” sobre a mensagem.

Resultado: as campanhas que utilizavam os termos “mãe” ou “mamãe” apresentaram melhor performance do que campanhas que não os utilizavam, gerando um incremento médio de 38% na taxa de clique.

 

3 – Emoção é o que importa

As campanhas que possuíam apelo emocional somado ao benefício financeiro — aliando termos como “mãe”, “presente” e “especial”, por exemplo — geraram incremento médio de 28% na taxa de clique. Além disso, as campanhas que possuíam apenas apelo emocional — isto é, sem nenhum incentivo financeiro — também apresentaram uma performance acima da média de campanhas.

 

4 – Auxilie o consumidor

Ajudar seu cliente na escolha de itens de qualidade, independente do valor investido, é uma boa forma de gerar engajamento, satisfação e aumentar as chances de que a compra seja finalizada na sua loja. Assim, selecione os melhores itens de uma certa faixa de preço e crie páginas especiais para cada grupo. Expressões do tipo “O melhor para sua mãe na seleção de até R$ 50” funcionam muito bem.

 

5 – Do tamanho do cliente

Com o cenário atual, muitas pessoas estão tendo o primeiro contato com os e-commerces e ainda aprendendo a comprar online. Portanto, se sua loja conta com tabela de medidas diferenciadas, por exemplo, vale dar dicas para o consumidor sobre como não errar na escolha, dar informações sobre os atributos daquele item e explorar comunicações complementares que podem ser relevantes para seleção e escolha.

 

6 – Vendedores a postos

A experiência do contato pessoal e do auxílio de um especialista na escolha e compra de um presente, comum nas lojas físicas, pode ser replicada nos ambientes virtuais. Para isso, nossa dica é usar seus canais de comunicação dentro do site para direcionar os usuários para o contato direto com os vendedores via plataformas de atendimento ou WhatsApp, por exemplo, onde poderão ter suporte e receber sugestões de produtos mais adequados às suas necessidades.

 

7 – Estoque

Se o seu e-commerce planeja lançar ofertas baseadas no ticket da compra, a exemplo de “frete grátis para pedidos acima de R$X”, invista em campanhas que deixem esses benefícios em evidência em diferentes páginas do seu site. Vale também divulgar e redirecionar o consumidor para páginas de produtos complementares, de menor valor, que possam ajudá-lo a compor o ticket mínimo necessário para que alcancem o brinde da promoção.

 

8 – Prazo

Seja claro e objetivo com relação aos prazos de entrega daquele produto e evite frustrar seu consumidor. Se possui condições especiais de acordo com a localidade do usuário, vale criar ações segmentadas para estas cidades ou regiões, informando as vantagens ou particularidades no frete.

 

9 – Ofereça um presente

Neste período de isolamento, se possível, ofereça serviços adicionais como embrulhos para presente ou a impressão de cartões. Essa é uma forma de demonstrar que sua marca entende e se preocupa com o valor sentimental envolvido na compra do item, além de ajudar seu cliente a proporcionar um momento ainda mais especial para quem ele ama, criando uma experiência de compra inesquecível.

 

10 – Está fazendo Delivery? Cadastre seu estabelecimento no nosso site! Estamos realizando a divulgação em nossos canais de comunicação.

 


CERTIFICADO DIGITAL - RÁPIDO, FÁCIL E SEGURO É CDL!



1

Dúvidas? Chame no WhatsApp