O eterno Edvar de Freitas Chagas

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos (CDL) passa por um dos momentos afetivos mais difíceis de sua história com o falecimento do empresário Edvar de Freitas Chagas. Chamado por todos nesta Casa de “Decano” ele ocupou todos os cargos desta entidade.


07/06/2018 10h29

Iria completar 80 anos no próximo dia 15, sendo os últimos 62 dos quais dedicados ao meio empresarial e 50 ao movimento lojista. Edvar de Freitas Chagas, era um nome que abria portas, sem nunca ter precisado forçá-las, sendo em vida um misto de orgulho e exemplo do empresariado fluminense.

Homem que também unia visão, garra e arrojo e prudência em seus negócios. Transformou o que era uma pequena empresa de máquinas de costuras em uma das grifes de revendas do setor moveleiro mais importantes do interior do Estado, a FEMAC.

Soube costurar como poucos o caminho do seu sucesso, que depois passou a contar com a participação efetiva dos filhos Edvar Júnior e Luciano. Experimentou o lado amargo do destino quando a loja matriz, uma das maiores do estado, em poucos minutos foi consumida pelo fogo. O empresário assistiu a tudo ser derretido e entre as labaredas, um olho lacrimejava e o outro parecia mirar o futuro.

Mal terminava a chamada operação rescaldo, Edvar já pensava em como reger a matriz de sua loja. Em dias, montou uma outra no Centro de Campos enquanto determinava o início da reconstrução do grande imóvel que virava cinzas. E como uma Fênix, a FEMAC ressurgiu, em pouco tempo, ainda mais forte e mais bonita.

Mesmo aos 80 anos, Edvar que ocupou todos os cargos relevantes na CDL Campos, desde a presidência da Casa até a presidência de todos os respectivos Conselhos, era um dos membros de diretoria mais assíduos da entidade.

Especializado em questões tributárias, ele foi mentor de muitas posições adotadas pela Casa, sempre em um tom civilizado, prepositivo e sábio. Suas ideias mais que respeitadas, eram admiradas pelos seus pares, e não existiam questões de relativa importância na CDL que ele não fosse consultado.

A CDL tem um imenso orgulho desse empresário que agora é saudade. A CDL, o comércio e a sociedade de Campos devem muito a esse homem pelos serviços prestados em todas as frentes. Estamos de luto em memória desse homem de luta que jamais esqueceremos.

Joilson Barcelos
Presidente


Certificado Digital CDL



1

Dúvidas? Chame no WhatsApp