Prefeitura de Campos endurece medidas de isolamento contra o coronavírus

O prefeito Rafael Diniz prorrogou, em edição extraordinária do Diário Oficial, as medidas restritivas de combate ao coronavírus, como o fechamento do comércio considerado não essencial, até o dia 24 de maio.


11/05/2020 18h31

A Prefeitura de Campos, decidiu, nesta segunda-feira (11), endurecer as medidas de isolamento social e restringir ainda mais o funcionamento do comércio.

A prática do cliente poder retirar os produtos direto das lojas (Take Away) também está proibida com esta nova medida restritiva. Os comerciantes poderão manter o padrão delivery (entrega domiciliar).

Continuam autorizados a funcionar os seguintes estabelecimentos: farmácias; hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos; lojas de conveniência; lojas de venda de alimentação para animais; distribuidores de gás; lojas de venda de água mineral; padarias; postos de combustível; bares, restaurantes e estabelecimentos congêneres sediados no interior de hotéis.

As lojas de materiais de construção, Oficinas mecânicas, borracharias, lojas de autopeças, de venda e conserto de bicicletas e empresas de inspeção e perícias veiculares, lojas de artigos de embalagens e empresas que tenham como atividade principal comércio varejista especializado de tecidos e artigos de armarinho, única e exclusivamente para fins de atendimento de demandas relacionadas à saúde funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h. A abertura para atendimento presencial ao público aos sábados, domingos e feriados está proibida.

A Prefeitura também reforçou que os comércios não autorizados a funcionar, devem continuar fechados. 

Fica proibida a atividade física ao ar livre com grupos maiores do que três pessoas.

Também ficam suspensos o expediente externo e o atendimento presencial na Prefeitura de Campos até o dia 24 de maio.

A CDL juntamente com outras entidades representativas de classe que formam o CECAM (Conselho Empresarial Permanente de Campos) já apresentou à prefeitura inúmeras propostas de flexibilização gradual das atividades econômicas ora paradas como por exemplo o comércio quase que em toda a sua totalidade. Poucas propostas foram acatadas e as entidades continuarão insistindo na necessidade de um projeto de retomada da economia, como a flexibilização responsável como já acontece em algumas cidades do interior do país do porte de Campos dos Goytacazes.

 

DECRETO Nº 090/2020

 

 


CERTIFICADO DIGITAL - RÁPIDO, FÁCIL E SEGURO É CDL!


1

Dúvidas? Chame no WhatsApp