Brasil é líder em crédito bancário

Estimativa foi feita pelo Banco de Compensação Inernacionionais afirmando que o Brasil retoma o movimento de créditos verificado em 2007 antes da grande crise financeira internacional


01/03/2010 00h00

O Brasil vai no sentido contrário à tendência mundial e recebe o maior volume de crédito de bancos internacionais entre os mercados emergentes e o terceiro no mundo. O País também aproveitou o bom momento no cenário internacional para as economias emergentes para se tornar no fim de 2009 no maior emissor de papéis no mercado financeiro entre os países emergentes e garantir a captação de recursos.
Os dados foram divulgados ontem pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS), que indica que entre julho e setembro, US$ 13,2 bilhões em créditos estrangeiros foram restabelecidos ao País. O Brasil, assim, volta a ter níveis de crédito superior ao que registrava em 2007, pré-crise.
O BIS alerta que, apesar dos bilhões de dólares garantidos aos bancos por governos desde o início da crise, os empréstimos continuam caindo no mundo. Um sinal é que bancos estão simplesmente sentando sobre os vastos recursos que hoje dispõem e continuam se recusando a voltar a fazer empréstimos como em 2007 e 2008.
O problema mais recente está com os bancos europeus que, diante da incerteza sobre a situação da Grécia e da zona do euro, vem limitando o volume de créditos. No mundo inteiro, os créditos sofreram uma queda de US$ 360 bilhões no terceiro trimestre em comparação ao segundo trimestre. A queda é a menor desde o início da crise.

CERTIFICADO DIGITAL - RÁPIDO, FÁCIL E SEGURO É CDL!