Siderúrgicas dizem a Lula que investirão US$ 39,8 bilhões

Os representantes da indústria siderúrgica brasileira disseram ontem ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que o setor deverá investir US$ 39,8 bilhões até 2016.


05/02/2010 00h00

Esse montante permitirá uma ampliação da capacidade instalada do volume atual de 42 milhões de toneladas para 77 milhões de toneladas de aço bruto por ano.

Em reunião realizada ontem, o conselho diretor do Instituto Aço Brasil (IABr) - entidade que representa as siderúrgicas - informou ao presidente que prevê uma demanda adicional de 8 milhões de toneladas até 2016, a partir dos programas habitacionais e de infraestrutura do governo e dos projetos de exploração de petróleo e gás, somados à realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas no país.

Segundo o instituto, o setor está preparado para atender ao crescimento de consumo, uma vez que, atualmente, a capacidade de produção supera em 103% a demanda interna.Também foi comentado que o mercado siderúrgico está se recuperando da crise e deverá crescer 23,3% neste ano, chegando a 22,9 milhões de toneladas. Para as exportações, a expectativa é de um avanço de 23,4%, para 11 milhões de toneladas.


Certificado Digital CDL



1

Dúvidas? Chame no WhatsApp